CODEGO

Notícias

Valderi Borges participa de lançamento do programa Goiás Transparente

"Estamos promovendo uma olimpíada da transparência", afirma o governador Ronaldo Caiado ao lançar o Goiás Transparente.Presidente da Codego, Valderi Borges aplaude a iniciativa do governador: "Sou administrador e gestor por vocação e sei da importância dessa ferramenta"

O governador Ronaldo Caiado lançou, na tarde desta terça-feira (08/05), o Goiás Mais Competitivo. O projeto, que determina a aplicação das melhores práticas na entrega de informações para a sociedade, abrange secretarias e órgãos estaduais, além das organizações sociais que tenham contrato com o Estado, e vai contemplar os destaques. O presidente da Companhia de Desenvolvimento Econômico do Estado de Goiás (Codego) participou do evento que ocorreu no auditório Mauro Borges do Palácio Pedro Ludovico Teixeira.

"Estamos promovendo uma olimpíada da transparência: vai ter medalha de ouro, prata e bronze. É meu compromisso, vou entregar um governo 100% transparente", enfatizou Caiado em seu pronunciamento.

O Goiás Mais Transparente é um passo a mais na implantação do Programa de Compliance do Poder Executivo do Estado de Goiás, e coloca em prática um de seus quatro eixos estruturantes, a transparência, - os outros são ética, responsabilização e gestão de risco. Desta forma, contribui para os objetivos do Compliance, que são o combate à corrupção e a aplicação responsável dos recursos públicos. Trabalhar esse eixo, salientou o governador, abre caminho para a construção de um Estado que dialoga com o cidadão. Para que o Estado trilhe esse caminho, Caiado pediu o empenho de todo secretariado e demais servidores do Estado. "Vamos ganhar o respeito da população", conclamou.

O governador pontuou casos de mau uso do dinheiro público em gestões passadas e recordou que, até dezembro, muitos dados eram maquiados. "Se tivéssemos transparência nos gastos públicos, Goiás não teria chegado à situação que chegou. Vamos mudar essa metodologia", assegurou. E projetou, com união e ações que permitem maior controle social, a reconstrução do Estado. "Quanto maior a transparência da estrutura da gestão estadual, mais fácil será impedir o uso indevido e criminoso do dinheiro público. Esse é o momento que acredito que Goiás vai dar a volta por cima. Não é governo, é toda a população engajada nesse sentimento".

Com o auditório Mauro Borges repleto de autoridades, entre elas o vice-governador Lincoln Tejota, a primeira-dama Gracinha Caiado, secretários de Estado, deputados e vereadores, o governador afirmou que o prêmio lançado nesta tarde será um exemplo para o Brasil de que é possível fazer um governo totalmente transparente. "Queremos que o cidadão possa ter a resposta que busca. Se não tiver, vamos esforçar para responder e colocar à disposição o mais rápido possível. Isso faz com que as pessoas passem a ter noção da destinação do dinheiro público", salientou. 

Codego

Para Valderi Borges, o lançamento do programa é um marco para a administração pública e vai ao encontro dos seus princípios de administrador que é o de valorizar a ética e a aplicação responsável dos recursos públicos: "Assumi a Codego com a missão de remodelar totalmente a empresa e com o compromisso, com o governador, de dar resposta rápidas à população no que diz respeito a eficiência e transparência". O presidente ressaltou que tem inteira confiança em sua equipe de diretores e colaboradores e que todos os esforços serão envidados para que a Codego consiga o selo de Excelência em Transparência.

Goiás Transparente

O controlador-geral do Estado, Henrique Ziller, explicou como funcionará o Prêmio Goiás Mais Transparente, que conta com oito etapas. A ideia central é, ao longo do ano, "estimular o aperfeiçoamento da transparência dentro do governo estadual". Participarão da olimpíada 35 entidades da administração direta, autarquias e fundações públicas, 21 membros da sociedade de economia mista e 29 contratos de gestão com organizações sociais (OSs). 

Para além de fornecer dados, Ziller disse que o Governo de Goiás pretende melhorar a forma como essas informações chegam às pessoas, despertando o interesse delas. Assim, as entidades participantes do prêmio terão de aperfeiçoar a transparência ativa e passiva. "Ativa é aquela informação que o órgão já disponibiliza em seu site. E passivas são informações fornecidas a partir de quando cidadão faz o pedido".

Todos os detalhes sobre a execução das inovações em transparência serão repassados aos servidores por meio de um curso de capacitação. Ao longo do ano, a Controladoria-Geral do Estado vai acompanhar de perto o andamento de cada órgão ou secretaria, oferecendo recomendações para possíveis adequações. A iniciativa faz de Goiás um dos primeiros estados do País a avaliar dados referentes à transparência. 

A premiação será realizada em dezembro. Ganhará o selo "Excelência em Transparência" de ouro aquele que atender a 100% dos requisitos; prata, entre 95 e 99,9%; e bronze, de 90% a 94,99%. "Espero, no fim do ano, poder dar medalha de ouro a todos", concluiu Caiado. 

Assessoria de Comunicação da Codego com Secom do Governo de Goiás


Veja mais:

Distritos Industriais da CODEGO:

NOTÍCIAS

CODEGO EM NÚMEROS

INDÚSTRIAS ESCRITURADAS
INDÚSTRIAS EM ASSENTAMENTO